10 de junho de 2015

Movimento verde e nós


As questões ambientais nos dias atuais estão tomando um rumo mais ativo a cada dia que se passa e com total razão. A natureza clama com afinco pelo socorro que é correspondido com o aumento de cidades, consumo exagerado e exploração de proporções inimagináveis. Sabemos o papel que devemos desempenhar para ajudar a natureza e em contra partida ajudar a nós próprios, mas nos informamos o que é ambientalismo, cidades verdes, sustentabilidade e outros temas ligados ao movimento verde? O que isso significa, afinal?

De acordo com a nossa amiga Wikipédia (enciclopédia livre), ambientalismo é o seguinte:

"O ambientalismo, movimento ecológico ou movimento verde consiste em um heterogêneo feixe de correntes de pensamento e movimentos sociais que têm na defesa do meio ambiente sua principal preocupação, reivindicando medidas de proteção ambiental e sobretudo uma ampla mudança nos hábitos e valores da sociedade de modo a estabelecer um paradigma de vida sustentável."

Como dito acima, movimento verde está intimamente ligado à defesa e preservação do meio ambiente e como os valores sociais devem interagir com isto. Em nossa sociedade creio que não se vive mais sem energia elétrica e frutos do consumismo mundial. Uma infinidade de produtos que facilitam nossa vida no nosso dia a dia. Entretanto, pergunto: estamos dispostos a pagar o preço por este crescimento desordenado? Devemos sim, produzir e crescer nossas conquistas diariamente - afinal - temos o conhecimento para isto, mas temos ciência que moramos num planeta que sofre com atitudes exageradas e reage a isso de maneira terrível e muitas vezes fatal. A natureza é sábia e sabe se defender. O mecanismo natural criado por Deus é inteligente. 

É revoltante ver que muitas empresas em nome do lucro e capital não consideram reduzir os custos apelando para a sustentabilidade. A nossa sobrevivência e a sobrevivência de muitos que não nasceram ainda está em jogo. Muitas empresas se recusam a contribuir para a causa ambiental gastando mais e destruindo mais, gerando mais lixo ecológico e infinidades barbaridades tudo porque não consegue conter ou controlar sua falta de habilidade em lidar com o problema. São fracas demais para solucionar os problemas ambientais e procuram o caminho mais barato e mais fácil prejudicando a eles mesmos e a todos nós. 

Por isso a cada dia surgem novos aliados, novos conscientes e novos conscientizadores da causa verde no mundo inteiro. Não podemos parar a luta. Não podemos deixar de proteger o patrimônio natural que Deus nos deu para cuidarmos. Da pequena planta, do pequeno ramo, à grande árvore, ao grande paraíso tropical. Devemos lutar seja online, seja nas ruas, seja nas câmaras, seja nos holofotes, seja no anonimato, isso pouco importa portanto que ajudemos. Contribuamos com as empresas responsáveis e nos voluntariemos para ajudar. Onde está nosso senso de salvação? Tudo o que conhecemos da natureza em termos que desenvolvimentos e sustentação é que ela nos prove e nos fornece vida. Por que não cuidar e valorizar do nosso maior patrimônio? 

Temos o melhor exemplo com nossos antepassados e atuais amigos indígenas em como devemos nos relacionar com o meio ambiente. Cuidar, plantar, usufruir só o básico e necessário, procurar aproveitar o máximo e estragar e desperdiçar o mínimo, respeitar a natureza deixando-a em seu local de direito por simples agradecimento. O respeito é algo que está ficando esquecido na mente de muitos. Seja com a natureza, com os animais, com o seu semelhante, com tudo e todos. A que pontos mais vamos ultrapassar? Porque já chegamos a um ponto crítico. 

A terra atualmente é o único planeta - ainda - conhecido a sustentar a vida inteligente. A cada dia temos a necessidade de cuidar do que é nosso emprestado. Quantas espécies também não estão sendo expulsas de seus habitats naturais e desaparecendo porque o homem resolveu fazer moradias ali só para aumentar seu capital? Isso soa absurdo, porque de fato o é. Tem espaço mais do que suficiente para todos nós morarmos e vegetações improdutivas que podem servir de lugar para morar, não é preciso destruir florestas inteiras ou colocar a vida abaixo por conta da comodidade humana. Claro que estas questões envolvem muito mais do que derrubar tal área, vai além. Mas é um ato de crueldade em benefício de outrem. Somos melhores que os animais que afugentamos? Não ser ser humano não quer dizer ser indigno de paz. Os animais também merecem um lar, pois não é comum dos mesmos invadir nosso espaço. Esta atitude deplorável é do ser humano. Alguns querem chegar a um ponto em que não tenha mais mata, ou qualquer outra forma viva a não ser humanos. Isso não pode acontecer, levante tua voz contra as injustiças sociais e ambientais que ocorrem no mundo e proteja a natureza!

O dano ambiental repercute de maneira cruel em nós mesmos. Há razão no desenvolvimento matador? Não vejo para quê desenvolver se estamos retrocedendo nos valores básicos. Para sobreviver não precisa ir além da necessidade. Meus caros, onde está o bom senso de todos nós? Onde está nosso envolvimento com nosso próprio planeta? Sejamos prudentes e valorizemos com cuidado o que Deus nos ofertou. Ele criou a natureza para nos cercar de beleza. O universo até então é um tanto desconhecido para nós, o que pode vir de lá? A natureza traz consigo uma poesia mais um pouco conhecida. 

Eu poderia ficar citando aqui muitas e muitas catástrofes que estão nos acometendo atualmente, mas isso nós vemos toda hora alguma notícia relacionada ao  meio ambiente na mídia. Estamos caminhando para um futuro previsível de destruição e carência de recursos, a hora de parar é agora! Vamos nos mobilizar e fazer alguma coisa pela natureza, por um mundo mais verde! É inadmissível ver poucos lutando por algo que é do interesse global. 

A partir das minhas palavras e do conteúdo desse post, comecem a se informar e ver como podem contribuir para a sustentabilidade na sua rua, no seu bairro, na sua cidade. Na questão do lixo, da água, mas áreas verdes, transportes sustentáveis, campanhas, etc etc. há muito o que fazer e pesquisar. Sempre se mantenha informado e pelo certo, que creio ser a preservação da natureza de todas as formas nos dando qualidade de vida. 

Como vocês lidam com a questão ambiental? Quem aqui tem blogs? Tem alguma matéria relacionada ao tema lá no seu cantinho? Você blogueiro faça sua contribuição online pelas causas verdes! Fecho este post com uma pergunta básica: qual o nosso papel na conservação da vida no planeta? Temos servido e reverenciado a natureza corretamente? Grandes abraços a todos vocês! 
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.