4 de agosto de 2015

A importância de se programar para o dia seguinte


Já virou costume na minha vida me planejar todos os dias para o amanhã. Quando não o faço (muito raramente mesmo) me sinto despido e meio sem direção do que devo fazer no dia seguinte e nada rende, nada produzo. 

Ao longo de um tempo nesse costume de planejamento, venho sentindo uma mudança muito mais positiva na minha rotina e me guio com mais facilidade no que tenho que fazer. Funciona muito bem pois sempre é uma nova lista de acordo com cada dia específico, ou seja, nada fica para trás e está em constante renovação de compromissos.

Geralmente, por volta das nove e dez horas da noite, me sento e programo o que irei fazer no dia seguinte. No início pode demandar um pouco de esforço, mas garanto que depois de algumas semanas você já se planeja diariamente sem nenhum esforço. Algumas coisas da rotina fixa se repetem nos mesmos horários e isso facilita também na hora de colocar no papel, agenda ou em alguma ferramenta online. 

Minha vida melhorou bastante depois que eu deixei a agenda de papel de lado, pois eu tinha muita preguiça de todos os dias anotar os compromissos. Não uso agenda online. Acreditam que uso pequenas folhas - como se fossem de rascunho - e as descarto dia após dia? E isso tem funcionado por meses para mim. 

Claro que tem pessoas que adotam agenda(s) e bloco de anotações. Cada um escolhe o que mais se identifica e sabe que vai permanecer. Você sempre pode testar qual a melhor opção viável. Nada é regra. 

Toda segunda-feira planejo o que vou fazer na terça-feira, toda terça-feira planejo o que vou fazer na quarta-feira e assim por diante. Tenho metas semanais, mensais e anuais que já vou incluindo no dia a dia ao longo do tempo. 

Faço uma lista (adoro listas) como uma espécie de guia. Que fique claro que eu não coloco TODOS os itens que irei fazer exatamente, coisas novas podem surgir, como coisas fixas podem ser modificadas sem que eu nada possa fazer. Depende do dia. A lista é uma base pessoal para não perder nada importante e ao finalizá-la, eu possa sentir que fiz tudo certo e ficar com aquela sensação de dever cumprido. 

É preciso se planejar. Para mim, esse planejamento diário me "salva" e me priva de surpresas, algo que detesto. Como gosto de ter quase tudo da minha rotina sob controle e do jeito que eu quero, meu planejamento me dá além de tudo motivação para vencer no dia a dia e não deixar de executar alguma tarefa primordial.

Você tem o hábito de se planejar? Diariamente, semanalmente ou mensalmente? Vamos conversar sobre o planejamento para o dia seguinte e a importância de se ter um "guia". Sem esse planejamento minha vida seria um caos. Grande abraço!
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.