2 de setembro de 2015

O que é realmente importante?


Estive pensando estes dias como é importante priorizar. Tanto nos é ofertado, tanto nos é dado, tanto nos é oferecido, tanto nos é pressionado. Para que saibamos, para que sintamos, para que vejamos, para que absorvamos, para que produzamos. Mas em quase todas as vezes, esquecem-se que todos nós somos apenas humanos em busca indireta da perfeição. Por mais que não admitamos. 

Vejo sempre a maioria das pessoas ao meu redor se preocuparem em abraçar o mundo com os braços e buscarem sempre, no péssimo sentido, o impossível. A ponto de se prejudicarem com elas próprias e prejudicarem as pessoas próximas. Pior coisa. Se destruir e tentar destruir as pessoas ao redor sem nem saber. 

Para que tenhamos sucesso nesta vida, pelo tempo "curto" (se não for bem vivido) que estamos destinados a passar por aqui, precisamos deixar bem claro em nossa mente o que realmente é importante. Não adianta eu querer vir aqui neste post ditar regras prontas, listas mágicas para todas as pessoas. Cada pessoa deve analisar, segundo suas vontades, gostos e histórico pessoal, o que é realmente importante para ela. E principalmente, o que irá funcionar para ela. 

Sempre faço minha própria lista de "o que é realmente importante" e sempre sujeita a alterações, a rabiscos, a apagamentos e a renovos. Creio que nesta vida nada é para sempre, nada é imutável, nada é tão sólido a ponto de algum dia ser modificado. Nós não chegamos neste mundo com um manuel de sobrevivência pré-ordenado. Pelo contrário. São os tombos, erros, acertos e decisões que moldam as escolham da boa experiência individual. 

Estas semanas tive que delegar e priorizar bastante. Sempre - como muitos - quis abraçar o mundo com os braços, porém chega dado momento, que é praticamente impossível você lidar com tudo isto sem pirar. Sem se estressar. Sem querer quebrar o eu computador na primeira frustração. Isso é muito comum. 

As vezes algumas coisas saem mesmo do controle e cabe a nós lidarmos com isto com maturidade e clareza. Nem sempre é fácil. Mas quando você se dispõe a ver o cenário por fora, de uma maneira geral, uma luz aparece na sua mente e te faz enxergar alguma solução.

Foque nas soluções. Deixe o falatório de lado e foque naquilo que é importante. Como saber o que é realmente importante? Isto eu nunca posso responder. Conheça-te a ti mesmo, como já dizia Delfos de longa data. Eu sei o que é importante e prioridade para mim devido ao formato e conhecimento que tenho da minha rotina diária, semanal, mensal e anual. 

Por exemplo: tenho como foco o vestibular que terá agora fim de ano e esta é o projeto que está em primeiro lugar este ano. Minha segunda prioridade grosseiramente falando é o blog. Minha terceira prioridade é cumprir minhas metas relacionado às minhas leituras e mídias no geral. Existem outras prioridades, como as sentimentais e gerais (cuidado com o meu próximo, amor à família, meu relacionamento amoroso) que sempre estarão no top antes de qualquer meta, projeto ou sucesso profissional e estudos. 

Estas são minhas prioridades e o que é realmente importante para mim e para eu alcançar em breve (espero). Tudo vai depender 1) de ser minha prioridade ou não 2) do meu esforço pessoal e trabalho duro em conseguir o que realmente pareço desejar. Você fará a sua lista, o seu balanceamento para avaliar o que é realmente importante para você. Posso te orientar de alguma maneira, mas nunca fazer por você algo pronto. Não conheço ninguém de forma tão profunda a ter propriedade para fazer algo assim. É algo muito pessoal.

Só posso te dizer: foque no que é importante! Descubra o que é importante para você e faça de tudo (claro, de forma honesta) a conseguir todos os seus objetivos. Estipule prazos se isto te ajudar a te motivar diariamente. Agir é necessário! 

Não adianta fazer horários e não cumpri-los, nem muito menos estabelecer metas diárias se você torna como prioridade qualquer bobagem que passa na tua frente. Sempre aparecerá algo para te distrair, quando você pode, cabe a você decidir se vai cabimento ou não. Digo por experiência própria. 

Pense a partir de hoje como será sua rotina a partir de amanhã. Planeje-se previamente hoje, agora! Planeje sua semana. Consequentemente planeje todo o seu mês de Setembro. Faça diferente, faça acontecer! É mais simples do que imaginamos! O que é realmente importante? Me responda você. 

Um mês de Setembro abençoado, abraços. 
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.