15 de setembro de 2015

{RESENHA} Legend of the Seeker | 1° Temporada



Olá meus amados e queridos leitores! Venho falar minhas impressões com vocês sobre este seriado que assisti há mais de três anos e revi mês passado todo por completo. Sabe aquele tipo de seriado que é nostálgico e quando você revê, você acaba acreditando na magia de novo? Pois é. Este seriado me deixou completamente encantado na época, porque é do meu gênero favorito, fantasia. Me marcou. Falemos um pouco sobre ele então.


De acordo com a sinopse:
"Ele tinha uma vida tranquila com sua famíla sempre o apoiando, mas ao tentar salvar uma dama em perigo, o verdadeiro futuro de Richard (Craig Horner) vem a tona e ele vê toda sua vida sendo destruída, com a morte de seu pai. De uma hora para outra seus amigos e até mesmo seu irmão, o julgam culpado pelos recentes e tristes acontecimentos ocorridos na Fronteira. Sem poder voltar atrás, Richard percebe seu real destino e com a ajuda da Confessora e de Zedd, inicia sua jornada perigosa contra a magia negra e seres das sombras para cumprir a profecia e se tornar, após milênios de espera, o próximo Seeker.

Ele tinha uma vida tranquila com sua famíla sempre o apoiando, mas ao tentar salvar uma dama em perigo, o verdadeiro futuro de Richard (Craig Horner) vem a tona e ele vê toda sua vida sendo destruída, com a morte de seu pai. De uma hora para outra seus amigos e até mesmo seu irmão, o julgam culpado pelos recentes e tristes acontecimentos ocorridos na Fronteira. Sem poder voltar atrás, Richard percebe seu real destino e com a ajuda da Confessora e de Zedd, inicia sua jornada perigosa contra a magia negra e seres das sombras para cumprir a profecia e se tornar, após milênios de espera, o próximo Seeker."


Quando revi este seriado venho à tona na minha mente todo o período que eu estava a passar há alguns anos. Quando paro para analisar vejo que eu era, basicamente, outra pessoa. Incrível o quanto eu evoluí. Penso quais eram minhas prioridades na época e lembro como era não usar a organização para nada. Sem saber o que me esperava depois do "eterno" ensino médio.

Richard (personagem principal) confesso que acho sem graça. Na minha humilde opinião, o ator até encena bem, entretanto é o papel dele imposto de "salvador" dos necessitados que não me entra. Mas como tem que ter um herói principal, eu relevo sempre. Já quando se trata da personagem Kahlan, a confessora, é outro nível. Auxiliar, amiga e ajudante do Seeker (Richard) ela desbrava o mundo "mágico" com ele e seu mago particular Zedd, que também não fica de fora da aventura. É um mago de primeira ordem e linhagem pura. Bem poderoso.


Um Seeker é tido como uma espécie de salvador entre os mortais. Seu destino é derrotar o mal em todas as partes que ele puder e com isto ser amado e odiado por muitos camponeses e tiranos que têm sede de poder. Nesta primeira temporada o Seeker luta contra o malvado e poderosíssimo Lord Darken Rahl, que tem um papel mais do que importante no seriado. Muitas revelações acontecem até o último episódio desta temporada. 

Laços de sangue, famílias destruídas, florestas tenebrosas, magias desconhecidas, amores proibidos, elos fieis e muita ação permeiam os episódios desta primeira temporada. Uma ressalva para a Confessora, que quando imersa numa ira terrível, tem poderes inexplicáveis de tão poderosos. A mulher fica invencível. Não há quem escape de seu toque. Se eu não me engano este fenômeno é chamado de "A ira do sangue", onde só as confessoras mais poderosas conseguem despertar.

A confessora em um dos seus melhores momentos, hahahaha.
No elenco estão os nomes: Craig Horner como o Seeker, a brilhante Bridget Regan como a confessora, o Bruce Spence como o Zedd (o mago) e o Craig Parker como o Lord Rahl. Os primeiros minutos do pilot é fenomenal. A ação, as habilidades de certas personagens escapando para salvar suas vidas, gente, é sem igual. 

Comecei a assistir este seriado na época porque 1) é de fantasia, e amo de paixão; 2) tem forte ligação com Xena - Warrior Princess, meu seriado preferido por vida. Não me arrependi. Tantos personagens aparecem ao longo desta temporada e cada um com sua(s) habilidade(s) particular(es). Tem cada dom extraordinário. Ao longo da temporada os furos vão sendo explicados e preenchidos até que nos resta somente a vontade de querer viver a realidade dos personagens. 


Então fica aqui minha recomendação para lá de positiva de que vocês devem assistir. Em breve sairá o post da segunda temporada, a última temporada lançada do seriado, infelizmente. Parem tudo e vão assistir este seriado, porque se a primeira temporada é maravilhosa, a segunda é melhor ainda. Porém dela (da segunda temporada) falarei em breve. Obrigado pela presença, grande abraço

Alguém aqui já ouvir falar ou assistiu esta primeira temporada do seriado? Vamos conversar, nos comentários os spoilers são liberadíssimos! 
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

4 comentários:

  1. Olá!
    Nunca tinha ouvido falar dessa série, mas parece ser bem legal mesmo!
    Eu, como fã inveterado de fantasia, terei de assistir!
    Obrigado pela dica!
    =D

    http://osdragoesdefogo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kaio meu querido, assista! Não vais se arrepender. Não tem como não amar desde o primeiro episódio. Obrigado pela presença, volte sempre por aqui, abraços.

      Excluir
  2. Gostei do seriado, me lembrou o filme O senhor dos anéis.. adoro filmes desse gênero e época. ^_^
    Não curto muito seriados, pois me deixam ansiosa demais... E acabo roendo as unhas... =/
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma delícia de se ver <3 Queria que tivesse mais temporadas... :(

      Obrigado por ter vindo aqui, beeeijo! *.*

      Excluir

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.