13 de outubro de 2015

Desligando todos os aparelhos quando não estão sendo utilizados


Sempre estamos viajando, saindo de casa, batalhando (pelo menos a maioria das pessoas), resolvendo pendências, buscando algo melhor para nós mesmos e nossas famílias, mas quase nunca damos atenção aos nossos aparelhos que consomem energia dentro da nossa casa. São tantos. Que tal desligar todos os aparelhos que você não esteja utilizando? Já pensou nisso? Vamos conversar sobre o assunto.

O gasto dos aparelhos eletrônicos que mesmo estando desligados consome energia é certo. Um consumo de energia que eu não conhecia é quando, apesar do celular não estar conectado carregando, o cabo de carregamento estando conectado a uma tomada ou fonte de energia consome mesmo assim. Fiquei bobo pois tenho o costume de deixar o cabo conectado na tomada por mais que eu não carregue nada. Estou a partir de hoje mudando este péssimo hábito. Vou sempre que terminar de usar, arrancar tudo que pode puxar energia da tomada. 

Aqui na minha casa, desligamos todos os aparelhos que consomem energia para dar uma economizada na conta do fim de mês. Geladeira e freezer não tem como tirar, a não ser que viajemos por mais de um mês com data indefinida, o que nunca ocorre. Então sempre deixamos ligada. Mas o microondas já foi tirado de circulação. O filtro de água, que é na energia, também foi retirado da jogada. Chuveiro elétrico: está com os dias contados. 

Televisão quase nunca assistimos, mas sempre está conectada, então já é hora de começar a desligá-la. DVD a mesma coisa. Ventiladores aqui em casa só são ligados à noite apesar do calor excessivo que faz neste lugar (risos). Depois de pequenas mudanças a conta de energia da minha casa caiu drasticamente e nós só temos a agradecer, não é? Vamos fazer baixar mais! 

Tenho adquirido este hábito faz alguns meses pensando muito na questão ambiental. O estrago de recursos como água e energia (entre muitos outros) é gritante. Nossa natureza anda a cada dia mais doente e cabe a nós, com pequenas e grandes mudanças dentro do nosso limite, estabelecer a cura para o mundo em que habitamos. A cura intelectual, a cura formal, a cura física, a cura coletiva. O planeta precisa de cura urgente e nós também. Comece a mudança por você, pela sua casa, pelo seu consumismo! 

Meu computador, notebook que uso para trabalhar em tudo que faço, têm ficado fora das tomadas até quando pode aguentar. Estou tendo o hábito de desligar o mesmo a cada dia de uso. Antes eu tinha o costume de deixar mais de quatro, cinco dias ligado direto e na tomada, sugando assim energia atemporalmente. Felizmente abri os olhos para esta triste realidade e parei com isso. Além de acabar com o desempenho da máquina, a energia estragada e consumida é sem precedentes. 

Vim, juntamente com os membros da minha família, refletindo sobre o uso do chuveiro elétrico numa das capitais mais quentes do país. É muito desnecessário, pois geralmente, ninguém toma banho muito tarde da noite. Sempre em horários que a água está em temperatura ambiente. E o gasto de um chuveiro elétrico é impressionante. Em breve tiraremos e o substituiremos por um normal, sem gasto de eletricidade. 

Luzes e lâmpadas em cada bico, em cada cômodo, tudo isto foi alterado. Mudanças nas instalações e pontos de luz foram muito bem aceitas. O gasto diminuiu. O estrago quase sumiu. Pegamos o hábito de nunca deixar uma luz acessa quando não tiver ninguém no cômodo em questão. 

Depois de um tempo economizando nos aparelhos que comentei aqui, você notará uma diferença positiva na sua conta de luz do próximo mês. Experimente e verás. Cuidado quando for mexer com tomadas e só faça algum reparo elétrico se você tiver conhecimento na área, caso contrário, chame um especialista que lide com este tipo de coisa. 

Algumas fotos de um iPhone meu que está inutilizado e estou reciclando no lugar adequado (com os representantes da Apple): 






Há muito tempo eu estava querendo mostrar para vocês como estou descartando ele e este post veio bem a calhar. <3

Economize! Temos recursos limitados e devemos sempre procurar frear nosso consumismo! Conte-me como é a rotina na sua casa neste quesito de aparelhos que gastam energia. O que você tem feito para dar um basta nos excessos e gastos desnecessários? Vamos mudar as grandes cidades (e o mundo no geral) para melhor! Um melhor lugar para se viver economizando. Um ótimo dia de consumismo saudável. 
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

10 comentários:

  1. kkkkkk concordo plenamente com você!
    No caso aqui de casa, tenho um espaço bem arejado e espaçoso, então nunca ligamos luz de dia e nada ligado a ar condicionado, contudo neste calor estamos usando um pouco do ventilador.
    Televisão é só ligada a noite, porque o dia a família passa lendo, quando não está trabalhando ou estudando. E os banhos são no máximo sete minutos para cada, e no calor o chuveiro fica no frio... Estamos fazendo isso há seis meses, e percebemos que a economia na conta foi mais de cem reais.
    Então reaproveitamos da agua, temos plantações de hortaliças tudo para economizar e para uma vida mais sustentavel

    bjus
    http://acidadeliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kaah, tudo bem?

      Que relato maravilhoso! Você e sua família estão de parabéns, obrigado por contribuírem de forma tão magnífica para o nosso lar, nossa amada terra. Me informe dos progressos, amei! <3

      Beijão, volta sempre.

      Excluir
  2. Oi Ewerton!
    Gostei do seu texto! concordo com os pontos que voce citou, as vezes (a maioria do tempo) me pego indignado com o que a humanidade fez a natureza, a que ponto chegamos. Tambem acho super importante ter seu tempo.
    Abraço!
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é meu amigo! Ou abrimos os olhos para esta realidade agora, ou nada terão os nossos parentes não tão distantes das próximas gerações. Obrigado por opinião tão esclarecedora. Grande abraço!

      Excluir
  3. Oi, Ewerton! Tudo bem? Cara, amei o teu post! É muito bom ver pessoas escrevendo coisas assim, pois incentiva as outras pessoas a tomarem uma atitude parecida. Aqui em casa nós também agimos assim, sabia? Só gastando o necessário e sempre tirando as coisas da tomada! rs Seria ótimo se mais pessoas agissem dessa forma, né? Parabéns pelo post e pela iniciativa! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo ótimo querido! Que ótimo que gostaste! Obrigado, de verdade! Se todos agissem desta forma nosso consumismo não estaria tão desenfreado como está nos últimos séculos. Mias consciência ambiental já! Abração.

      Excluir
  4. Oi Ewerton!!
    Primeiramente quero agradecer pela atenção e pelos elogios feitos ao meu blog (Vida & Letras). Fiquei muito contente que tenha gostado.
    O Viaja te das letras também é muito lindo e tem um conteúdo muuuuito útil e gostoso de ler. Parabéns! Não deixarei de voltar mais (rs.).

    Aqui em casa nós já fazemos isso. A conta veio muito baixa. Desde o início do ano, quando descobrimos que o carregador sozinho na tomada gasta energia tratamos de mudar esse hábito que acredito que muitas e muitas pessoas aimda tem. Aí desligados microondas também e como moro em Salvador é realmente desnecessário tomar banho quente porque aqui não faz tanto frio assim, principalmente agora, na estação que precede o verão. Confesso que gosto/amo banho quente, mas deixa pro inverno, é mais proveitoso.
    Economizar é necessário mesmo porque a conta de Luz só aumenta ultimamente e como você já disse, cuidar do meio ambiente é importante também.

    Atração!!
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo o que dissestes meu amigo! Eu que agradeço pela presença aqui, grande abraço! Volte logo.

      Excluir
  5. Oi Ewerton, tudo bem?
    Eu adorei seu post e super concordo com você.
    Eu também procuro economizar o máximo em minha casa, e mesmo assim está tenso pagar essa conta que a light nos empurra goela abaixo.
    Um ótimo final de semana.
    Abraço.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lia, que bom saber que te agradou! <3

      Mais economia para nós para ontem! hehehe Grande beijo, volte sempre.

      Excluir

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.