16 de outubro de 2015

{RESENHA} Legend Of The Seeker | 2° Temporada


Olá meus amados, tudo bem convosco? Venho conversar com vocês sobre a segunda e última temporada lançada do seriado Legend of the Seeker! Caso queriam conferir a resenha e minhas impressões sobre a primeira temporada do mesmo cliquem aqui e sejam redirecionados para o post. Comecemos. 

Lembro da última vez que revi este seriado e fico já querendo vê-lo outra vez. Sabe aquele tipo de seriado que te agrada logo de início e depois de você terminar de ver todas as temporadas do mesmo, você não se conformar e querer mais? E que fica injuriado quando um seriado desta magnitude é cancelado sem mais nem menos? Pois é. Aconteceu isso comigo em Legend of the Seeker. Não me conformo até hoje que não tenha tido mais umas trocentas temporadas. 


Esse seriado é tão bom, mas tão bom dentro do gênero, que é um prato cheio para os amantes de aventuras e amigos da fantasia no geral. Esta segunda temporada fica muito mais interessante depois da morte do Lord Darken Rahl. E não considero isso como spoiler, tudo já foi tão exposto que esse é um detalhe construtivo da série, não vou ignorar. 

O senhor do submundo está louco para destruir o reino dos vivos e só restou quem para combatê-lo e dar ouvidos ou não às inúmeras profecias? O Seeker, claro. hahaha Só não posso continuar daí, porque aí sim seria spoiler. Novos personagens (não menos intrigantes) vão surgindo e vamos conhecendo novas vilas, feitiços, histórias e comunidades mágicas ou não. 

Não sei se há como comprar este seriado dublado, nem legendado, mas sei que há inúmeras fontes de sites e servidores para assisti-lo online. E todos os episódios estão completos. Cada episódio tem cerca de 44 minutos e sempre tem alguma loucura para acompanhar. Uma loucura boa, hahaha. 


Tem um grupo, uma espécie de irmandade que aparece nesta temporada, que são fenomenais. É formado por mulheres. Não vou dizer o que são, ou como se parecem, ou a quem servem. Mas posso dizer que fiquei vidrado nelas a temporada toda. Poderosas demais. 

A história no final desta temporada chega em um ponto dito por muitos impossível. Aconteceram coisas que ninguém jamais poderia imaginar e na minha opinião ficou fantástico. Tragédia em cima de tragédia, com missões tidas como irrecuperáveis. Não posso dizer o que aconteceu, é claro, mas achei esplêndido. <3 

O que posso dizer é: assim como recomendei a primeira temporada, recomendo a segunda na mesma medida. ASSISTAM. Quem é fã do gênero vai amar, conheço alguns fãs aclamados do seriado, que assim como eu, querem várias temporadas mesmo depois do cancelamento. O seriado é esplêndido e sei que você não se arrependerá. Grande beijo.

Você já assistiu este seriado? O que achastes? 

Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

4 comentários:

  1. Oi Ewerton!
    Não tinha ouvido falar dessa série cre. Me lembrou muito Game Of Thrones, mas com menos violencia é um toque de fantasia estilo Once. Fiquei curioso. Vou me informar um pouco mais e vê se curto. Se curti, la vai mais um pra lista pra eu sofrer D:

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHA, opa David!

      Sem dúvida é sofrimento na certa, rs. É um misto de fantasia, aventura, sobrenatural. Assista e me diz o que achaste! Dê realmente uma chance, abração.

      Excluir
  2. Oi
    Gostei da dica, não conhecia essa série
    mais vou procurar para assistir já que ela foi cancelada.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise!

      Dá uma "animada" para assistir quando a série já foi cancelada, né? Assiste e me fala o que achou. <3

      Excluir

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.