2 de outubro de 2015

{RESENHA} The Vampire Diaries | 1° temporada


Meus amados e queridos leitores vim conversar um pouquinho com vocês a cerca da primeira temporada do seriado The Vampire Diaries. Sabem de qual estou falando não é? hahaha 

Então conversemos. 

De acordo com a sinopse: "Quatro meses depois de um trágico acidente de carro que matou seus pais, Elena Gilbert (17 anos) e seu irmão, Jeremy (15), ainda estão tentando lidar com a dor e seguir suas vidas. Elena sempre foi uma estudante ‘famosa’, bonita, popular e sempre envolvida com seus amigos e a escola; mas agora ela luta para esconder sua tristeza. Como o ano letivo começa, Elena e suas amigas são fascinadas por um aluno novo – bonito e misterioso -, Stefan Salvatore. Stefan e Elena são atraídos um para o outro de imediato, e ela não sabe sobre os séculos de idade do garoto, de sua luta para viver pacificamente entre os humanos, enquanto seu irmão, Damon, é a personificação do vampiro bruto e violento. Agora, estes dois irmãos vampiros – um bom e um mau – estão em guerra pela alma de Elena e pelas almas dos amigos e familiares dela, além de todos os moradores da pequena cidade de Mystic Falls, Virgínia."

The Vampire Diaries, mais comentada como TVD, é classificada como um seriado de suspense, fantasia e romance formulada pelo Kevin Williamson e baseada nos livros da autora L. J. Smith com mesmo nome (que mais na frente comentarei os livros que li da autora). A série estreou em 10 de Setembro de 2009 perdurando até finalizar a temporada com 22 episódios no dia 13 de maio de 2010. O seriado teve críticas extremamente positivas. 

Há cinco anos atrás eu já acompanhava o seriado e quando comecei a vê-lo, não consegui parar. A onda era vampiros. Tanta coisa de vampiros estourou ao mesmo tempo que foi difícil conter a derramação de sangue (risos). Livros, séries e filmes sobre vampiros tomaram as livrarias e praticamente todas as resenhas que eu lia eram postagens vampíricas. Pois bem. Quando comecei a assistir o seriado ele era pouco conhecido, foi até uma prima minha que me indicou, pois a mesma já era fã. 

Achei tudo tão fantástico, tão surreal, tão macabro e sobrenatural. Comecei a ficar ansioso por mais temporadas e fiquei torcendo para que não cancelassem na época. Não queria me apegar e ficar choramingando depois, haha. Aos poucos os personagens vão aparecendo exercendo suas funções e os personagens fixos vão desenvolvendo e descobrindo cada um suas particularidades e dons. Há muita coisa para rolar e a primeira temporada acaba de um jeito que tira o fôlego. É uma situação bem impressionadora e inspiradora, rs. 


Muitas partes do passado dos vampiros e dos personagens no geral são reveladas sem comprometimento de revelar toda a temporada. Muitas peças chaves vão sendo delineadas dentro de cada episódio e muitas coisas ficam soltas para o desdobramento na segunda temporada. Algumas atuações são muito boas, como da personagem Elena Gilbert (Nina Dobrev) interpretando a vadia da Katherine, perdoem a expressão. Quem assiste entenderá, hahahaha.  

No elenco há nomes como Nina Dobrev como Elena Gilbert na maior parte do seriado, Paul Wesley como Stefan Salvatore, Ian Somerhalder como o vampiro mais cobiçado pelo planeta Damon Salvatore. Todos excelentes atores, apesar de me irritar infinitas vezes com o personagem do Stefan. Sem comentários para a chatice. XD De uma forma ou de outra tudo é tão real no seriado, que as vezes acabamos inseridos e quando percebemos, vivemos toda aquela fantasia. Sem poderes, lógico. Mas é bem interessante. 

Assisto o seriado até hoje e estou à espera da sétima temporada que por sinal sai semana que vem dia 08. MUITO AMOR. <3 Não vou falar muito pois o post é sobre a primeira temporada, mas só posso dizer que estou gostando do rumo que o seriado está tomando apesar das muitas críticas negativas. Vamos ver no que dará. Pensando em rever a primeira temporada só para sentir de novo o gostinho do início, de como tudo era mais "fácil" apesar de tudo. Como as revelações foram surgindo e tudo mais. Só para nostalgizar. Vou me organizar para revê-la (a temporada). <3

Alguém de vocês aqui já assistiu este seriado? Ainda acompanha? Vamos conversar sobre o mesmo nos comentários. Os spoilers lá são liberados! hahaha E quem aqui ainda não assistiu este seriado? Tem vontade de assistir? Vamos conversar um pouquinho e relembrar cenas marcantes que na postagem não podem ser descritas com tanta paixão, huehue. 

Comecemos o mês do "horror" com o pé direito dentro do sobrenatural. 
x_x
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

4 comentários:

  1. Oi, Ewerton! Tudo bem? Adorei o post! Eu acompanho The Vampire Diaries há um tempão. Essa temporada é uma das minhas favoritas! Tenho bastante saudade dela! </3 Eu até gostei das mais recentes, mas não é a mesma coisa de antes. Confesso que estou com um pé atrás em relação a nova temporada, sabe? Mas enfim, adorei o post! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa amado, tudo joia! Obrigado! Verdade, as primeiras possuem toda a magia que as últimas não trouxeram, apesar das inovações e novas histórias. Apesar de tudo quero ver como irão desenrolar a nova também! hehehe Ainda bem que esta primeira temporada está guardada e nada mais pode ser mudado dela para não manchar o que de bom fizeram, hahahaha. XD

      Obrigado pelo maravilhoso comentário, grande abraço!

      Excluir
  2. Oi Everton!
    A primeira não e uma das minhas favoritas. Pra mim TVD se mostra muito melhor na segunda e na terceira, embora atualmente ne, as expectativas estejam em alta com a sétima. Mas que bom que gostou. O suspense da primeira é suficiente para nos levar até a segunda, onde a coisa começa a ficar ainda mais sufocante e perigosa. Segura seu coração que a coisa vai ferver.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa David! Tudo bem amigo?

      Realmente é a partir da segunda em diante que a trama começa a ficar mais sombria, hahaha. Mas a nostalgia é irreparável nesta primeira temporada, porque traz à memória aquelas lembranças de começo, quando quase todos tinham suas vidas "normais" e o sobrenatural era algo perigoso e distante. Onde a preocupação era o baile para a formatura. Faz parte.

      Obrigado pelo comentário maravilhoso. Grande abraço querido!

      Excluir

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.