2 de novembro de 2015

Pensamentos perversos


A chuva está reinando aqui. Assim como o sol. Não que eu reclame, longe de mim. Amo a chuva, também amo o sol. Porém, porque eles não resolveram cair e aparecer quando eu tivesse alguma faísca de inspiração? Eu sei, eu sei. É ridículo, a chuva não se controla, e não resolve quando e porque deve cair. Muito menos o sol quando deve raiar. Só é loucura da minha cabeça; que por sinal está há dias envolta em um mundo totalmente diferente e inexplicável. São muitos devaneios (como os descritos acima).

Sinceramente? Estou perdido em alguns aspectos, e pontos, dos quais não posso e não quero explicar, e por vezes entender. Meus pensamentos são um tanto complexos para quem tenta lê-los de fora. Na minha cabeça nada está fazendo sentindo. Seria drama meu? É pedir demais, que algum anjo venha ao meu encontro e apenas me dê um abraço? Dê-me de presente um silêncio, que me acalme? Pois é só isso que eu quero. 

Na verdade, só o que eu realmente preciso. Não creio que uma pessoa ter sentimentos é ser dramático e patético. Pessoas que pensam isso das outras (que possuem esses sentimentos) realmente são estúpidas e infelizes. Não tenho vergonha, nem medo de dizer que chorei com algo. Eu sei que quando chegar um dado momento, minhas lágrimas irão cessar, e eu vou estar feliz novamente num futuro bem próximo.

Mesmo com toda essa terrível e angustiante confusão que cerca minha cabeça, eu não irei desistir. Seria muita fraqueza da minha parte, logo eu. Um rapaz tão forte e de mente aberta, que venceu inúmeros obstáculos, para chegar aonde chegou. São confusões a cerca da carreira e vida profissional. Parece que na última semana tudo foi bagunçado, mas hoje já estou me recuperando mentalmente. 

O tempo realmente muda as pessoas, não? Algumas crescem, outras amadurecem, mas infelizmente outras não evoluem. Ainda se prendem a murmúrios de um passado longínquo, o qual, sem sombra de dúvida, não volta mais. Nunca é tarde para ressurgir. Ou do fundo do poço, ou das cinzas. Nunca é tarde para olhar pro espelho e dizer: “Heey, você ainda tem uma vida linda e cheia de ganhos pela frente”. E qualquer um pode-se dizer isso. Só basta querer, e estar pronto para enfrentar a vida mais uma vez. Reescreva seu destino, já dizia Paulo Coelho. Esse é o caminho. É disso que preciso. Isso que é absolutamente necessário. Reescrever-se.

Depois de toda dor, toda ilusão, todo desapontamento, eu acho que existe, ainda, algo belo me esperando. Na verdade, eu não acho. Eu tenho certeza completa. Um futuro grandioso e ousado está na minha frente, só querendo que eu o torne meu. E eu não vou ficar apenas olhando, não mesmo. Irei atrás da minha vitória e assim, agarrá-la com unhas e dentes. Pois lá no fundo, no último estágio do peito, sempre estava guardada; só esperando ser despertada. E finalmente ser liberta.

Por mais dias com pensamentos claros independentemente se está chovendo ou fazendo sol. Boas festas de Haloween, muita paz para nós. Abraço.
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.