3 de novembro de 2015

{RESENHA} Encarcerados – Alexander Gordon Smith


Olá amigos e leitores. Tudo bem com vocês? Venho hoje com a resenha do livro Encarcerados do autor Alexander Smith. Vamos conferir?


Ano de lançamento: 2012
Número de Páginas: 296
Editora no Brasil: Benvirá
ISBN: 9788564065239


Sinopse: "De um dia para outro, Alex Sawyer passou de valentão a delinquente juvenil. Os trocados arrancados dos garotos na escola já não eram suficientes, e, com a ajuda de seu melhor amigo, Toby, começou a cometer pequenos furtos na vizinhança. Até que uma noite, homens fortes, de terno preto, e um esquisitão usando uma máscara de gás cruzaram o caminho dos dois. Toby foi cruelmente assassinado e Alex, preso e acusado pela morte do amigo. Seu novo lar? A Penitenciária de Furnace, um buraco - literalmente - para onde todos os garotos condenados são enviados, e de onde só é possível sair morto. Com guardas sádicos e criaturas terríveis responsáveis pela segurança, Furnace é o inferno. O lugar é infestado de criminosos - como as perigosas gangues Caveiras e os Cinquenta e Nove - mas também há muitos garotos que, como Alex, foram presos por crimes que não cometeram. Como escapar e provar sua inocência? Em quem confiar? O que na verdade era Furnace: um reformatório? Um depósito? Ou, pior, um laboratório maligno?"


“Sob o céu está o inferno. Sob o inferno, a penitenciaria de Furnace.”

Sem dúvida é um livro agonizante. Encarcerados é o primeiro livro de uma série, onde só o primeiro (infelizmente) por enquanto foi lançado no Brasil. Se trata de uma distopia.

A história é narrada em primeira pessoa pelo personagem Alex (que tem na faixa de doze anos) e mora num bairro não muito correto de sua cidade. Desde cedo, muitas vezes por pirraça e diversão assaltava as casas do bairro juntamente com vários de seus amigos menores de idade. Até que em certa visita a uma casa (que tinham a finalidade de roubar), ele (Alex) e seu amigo Toby são surpreendidos por vários homens que vestiam ternos pretos e possuíam expressões vazias.

Homens ágeis, rápidos e sombrios que impiedosamente assassinaram a sangue frio Toby, deixando assim Alex sem reação. Já não bastasse a perseguição que sofreu, Alex é incriminado pela morte de seu amigo, sem ter tido nenhuma participação na morte dele. É a gota d’água. Alex é condenado a passar o resto de sua vida na penitenciária mais maléfica, terrível e sufocante do país. Onde até crianças eram mandadas por crimes cometidos, ou sem terem cometido um delito de verdade (como foi o caso de Alex, incriminado injustamente).

Alex não sabe bem o que esperar da prisão. Aprende bem rápido que ela é muito pior de como passava em noticiários de TV. Furnace é uma prisão no fundo da Terra extremamente sufocante. Desprovida de ar puro, iluminação decente ou condições regulares, é uma prisão que faria qualquer um enlouquecer nas primeiras semanas.

Alex presencia acontecimentos terríveis e apavorantes dentro da prisão, vive atormentado por pressões psicológicas, come – juntamente com os detentos – uma gororoba extremamente repugnante, tem repetitivas noites de sonos perturbadas e trabalha de maneira, digamos assim, até escrava. Uma prisão escondida, blindada e revestida. Deixando assim qualquer esperança de fuga bem distante da realidade dos presos.

O livro tem os capítulos finais bem cheios de adrenalina. Posso dizer que fiquei vidrado nas ultimas paginas com a ansiedade de saber o que ia acontecer. Super preso na leitura.

Confesso que a capa me agradou desde o início. E melhor ainda, tem haver com a história. <3 Os únicos problemas foram os erros de concordância e alguns erros ortográficos. Erros esses – depois de tanta revisão – que poderiam ser facilmente corrigidos. Mas isso não me atrapalhou na leitura.

Pois, a escrita do autor é maravilhosa. Adorei. Comecei a ler o livro numa tarde e entrei pela noite. Só parei para dormir, ontem (domingo) retomei a leitura e terminei num piscar de olhos o que faltava para concluir a leitura. O Alexander (autor) prende o leitor numa dinâmica simples, que não atropela os fatos e com personagens bem exóticos e marcantes. Os personagens logo se fixaram na minha mente.

Estou ansiosíssimo pela continuação da série. Já foi lançada a continuação mas não li muitas resenhas positivas. Eu realmente recomendo, achei ótimo. Amei a escrita, repito. 

Até breve, grande abraço.

Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

20 comentários:

  1. Olá! É bom quando um livro nos prende assim, né? Não conhecia o livro, mas leria com certeza! Ótima resenha, beijos!

    Fiz o primeiro post em forma de vídeo no meu blog! Me visite, espero que goste.
    http://meusdespropositos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alyne!

      Leia e me diga o que achou, a capa é fenomenal e a escrita do autor melhor ainda! Livro arrebatador. Grande beijo, volta logo.

      Excluir
  2. Oi, Ewerton! Tudo bem? Odeio quando o livro possui erros ortográficos, mas enfim... A capa do livro é muito legal e a premissa me chama a atenção. Espero ler ele em breve! :) Adorei a resenha!

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/2015/10/resenha-premiada-muito-mais-que-5inco.html <- Tá rolando promoção do livro "Muito Mais Que 5inco Minutos" lá no blog! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo ótimo meu querido.

      É um saco, né? A capa é maravilhosa e como eu disse acima para a Alyne, a escrita do autor é fenomenal também! Leia e me diga o que achou, vou adorar saber tua opinião, hehehe. Abração!

      Excluir
  3. Oi Ewerton, tudo bem?
    Nossa sua resenha está bem empolgante! Eu não costumo gostar de distopias, salvo umas duas que li por conta de parceria e acabei gostando.
    Mas a premissa desta série, tudo que envolve o personagem, e todo o mistérios sobre os homens de terno, me deixaram bastante curiosa ...
    Dica anotada, mas vou esperar que a editora lance mais livros da série, antes de me aventurar.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo ótimo minha cara Lia!

      Este livro é uma distopia muito boa. De verdade. Leia e fique louca pelo segundo livro (o qual já foi lançado e lerei em breve, hahahaha). Obrigado pela presença, volta logo. Beijos!

      Excluir
  4. Oi
    Parece ser uma distopia interessante, já tinha visto alguém comentar sobre ele.
    coitado do Alex preso injustamente e ainda vai pra um lugar terrível.

    http://momentocrivelli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida! Leia e me diga o que achou, é para lá de interessante, hehehehe. Obrigado pela visita, volte logo, grande beijo!

      Excluir
  5. Oiii!!
    Nossa, que livro hein!!
    Eu nunca tinha ouvido falar dele, mas achei a estória bem louca! haha
    Ainda bem que você curtiu também!

    Beeijo
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oláá
    Nossa, eu já li algumas resenhas sobre este livro e a cada uma que leio fico ainda mais curiosa para ler e agora com a sua não foi diferente, ainda mais pelo jeito que relatou o livro e por ele ter prendido sua atenção tanto assim e pelo livro ter aquele 'q' de adrenalina haha
    Amei o layout do seu blog e jeito que escreveu a resenha, parabééns e sucesso!
    Bjoos

    Jovem Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Elo! Fico felicíssimo em saber que te agradou, volta logo por aqui e quando ler este livro, me diga o que achou. hehehe Sucesso e muita paz para ti também! Beijos.

      Excluir
  7. Olá,
    Morro de vontade de ler esse livro, é uma das distopias que acho que possui uma das premissas mais originais. Só falta mesmo é oportunidade de eu ler o livro. É sempre ótimo se deparar com uma boa escrita e um livro melhor ainda.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né isso Inês! Ainda bem que entendeste! hehe Quando leres me digas o que achaste! Obrigado pelo lindo comentário, volta logo, grande beijo.

      Excluir
  8. Oi, tudo bem? Olha ainda não conheço esse livro! Mais fiquei com vontade de ler.

    http://www.blogmemories.com.br

    instagram: @robsonvascovith

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois quando leres Robson, vem me dizer e comentar o que achaste. hehe
      Adorei conhecer seu blog, abraço!

      Excluir
  9. Oie Ewerton =)

    Até hoje só li boas resenhas desse livro e como fã de distopia confesso que ele me deixa com aquela pontinha de curiosidade.
    Se tiver oportunidade pretendo ler ele sim.

    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ari!

      Caso leia vem dizer para mim o que achaste! <3
      Obrigado pelo carinho, volta mais vezes. Beijos!

      Excluir
  10. Oi Ewerton. Eu fiquei bem empolgada em conhecer este livro, sua resenha está bem interessante e deixei o nome do livro na minha lista de desejados. Principalmente porque você citou que é uma distopia, um gênero que está conseguindo me conquistar a cada livro lido.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kênia! Que bom ter você por aqui!

      Fico feliz em saber, hehehe. Quando ler me diz o que achou, beijos!
      Volta sempre.

      Excluir

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.