19 de novembro de 2015

Saber ouvir, também é ser produtivo



Já cansei de perder oportunidades no passado por não saber ouvir. Perdi "amigos", perdi relacionamentos, perdi conversas por não saber ouvir, não saber ceder. O que acontecia muitas vezes era a força de se ter uma verdade absoluta e nunca estar errado. Que grande horror. Por bem, e graças a Deus, isto ficou no passado como fiz questão de demonstrar para vocês agora. 

Estive refletindo estes dias em como é sábio calar mais e ouvir mais. Neste dois comandos, sempre mais. Muitas vezes estamos certos, sabemos o correto, mas precisamos calar e ouvir mais, pois é inútil uma discussão acalorada sobre determinado assunto. Saber ouvir é muitas vezes saber absorver. Saber ouvir é trazer consigo uma sabedoria e inteligência disfarçada. É aprendizado sem limites. Ouvir e guardar o que é bom, é um fator decisivo de sucesso tanto no campo pessoal como no campo profissional.

Quando você ouve mais, você pratica mais o desapego, a confiança em si mesmo, a produtividade eleva consideravelmente. Tente ver a relação entre saber ouvir e produzir com mais qualidade, força de vontade, poder de informação. Adquire-se o equilíbrio ouvindo. Vocês sabiam? E falo por experiência própria. Muitas vezes procurei ouvir e mantive calma minha agitação interior e pude finalmente relaxar e deixar ir. 

Quando você não ouve você automaticamente acaba falando demais e isto acarreta muitos problemas. Aí é que mora o perigo. Já entrei em cada enrascada por não manter a boca fechada que hoje em dia eu não entro mais. Muitas vezes, afirmo a vocês, saio como ruim e errado da história. Mas a minha consciência de que estou certo e não falei bobagem me lava a alma e posso seguir em paz comigo mesmo e com minha consciência. Deito e durmo em paz sabendo que não destruí alguém.  

Tenha MUITO cuidado com o falar. O comentar. O dizer. O escrever. O pronunciar. ABUSE do ouvir. Ouça tudo. Muitas vezes vá na filosofia de que ouvir a conversa de algumas pessoas não é ser curioso ou desrespeitador e sim que você é ligado em tudo o que acontece ao seu redor e pode lhe envolver de alguma maneira. Você, creio eu, não vai interferir nem se intrometer em conversa alguma, então ninguém pode tirar teu direito de ouvir, principalmente num local público e de grande fluxo de pessoas. 

Saiba ouvir e torne-se mais produtivo. Ouvir é um exercício. Muitos escultam e não ouvem. Prática e exercício te deixará um ouvidor de primeira e isto pode te salvar não só uma, mas várias vezes e em várias situações do seu dia. Pense nisso e reflita juntamente comigo. 

Você acha importante saber ouvir? Para você, ouvir também é ser produtivo? Conversemos, grande abraço.

Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.