28 de fevereiro de 2016

Achando o lugar ideal para começar a praticar Yoga em casa


Comecei a praticar Yoga este mês de maneira independente em casa. Super recomendo, pois já comecei a sentir os indícios de melhor condicionamento físico e melhora do meu foco, auto-estima e disposição. Sempre tive muita vontade de fazer Yoga em casa, mas nunca tive coragem para começar. Pois é. Como eu já disse em posts anteriores, meu maior problema é em começar coisas, não em continuar com elas (risos).

Neste post venho comentar sobre o meu lugarzinho de Yoga na minha casa. Mais especificamente no chão do meu quarto. Como não tenho um tapetinho (ainda) estou fazendo com um pano fino no chão. Duas camadas dobradas do mesmo tecido. Tem servido bem. 

Tenho usado o Yoga para acalmar meu corpo e me dar mais foco nesta maratona que é o vestibular do qual estou a enfrentar. Tem sido uma luta árdua, mas tudo coopera para o bem, daqueles que amam a Deus e acreditam no seu poder. Somos sempre infiéis, mas Ele permanece fiel e bom em todo tempo por Sua infinita misericórdia. 

Tenho repetido as posições desta aula gratuita no Youtube para iniciantes:


No youtube há muitos canais legais para a prática de Yoga em casa. Basta você colocar a palavra "Yoga" na busca e aparecem diversos vídeos do assunto. Foi onde achei tudo de maneira gratuita e de conteúdo excelente. De profissionais competentes e pacientes no ensinamento. Aula completíssima. À medida que eu for avançando na prática, vou vendo vídeos com posições mais complexas. 

Tenho usado este plano de fundo musical na hora da minha pratica. Me faz entrar no "clima" mais rápido e com mais concentração. É um instrumental cristão. Ouçam:


Há o Yoga mais carregado de filosofia e mais aprofundado nos conceitos que o mesmo engloba. Quero deixar bem claro que meu envolvimento com o Yoga é puro e simplesmente com a prática do Yoga. Não quero me envolver ou confundir Yoga com religião (que é o que muitos fazem). Minhas bases religiosas são bem firmadas e não planejo ir para o Budismo ou afins. Me contenho na prática, sem muita teoria. E quero chegar na prática avançada. 

Pratico Yoga quatro vezes na semana por 40 minutos a uma hora da Segunda a Quinta-feira. Da sexta ao domingo pratico caminhada ao ar livre por este mesmo espaço de tempo. No meu horário de almoço. Foi o único horário que encontrei livre na minha agenda para fazer estas atividades que simplesmente AMO. Não gosto de dar desculpas. Eu vou lá e faço. Caso algum detalhe mude nesta rotina, eu aviso a vocês.

Eu comecei o Yoga no chão do meu quarto como eu disse mais acima, no meio do quarto mesmo. Não preciso ir para o cantinho, pois meu quarto tem um bom espaço no centro do quarto. E é onde pega mais luminosidade e ventilação, o que me ajuda bastante a me concentrar e relaxar. 

Aos poucos vou postando para vocês algumas fotos da minha prática e deixando vocês informados do meu dia a dia sobre esta questão do Yoga. Não vou me prolongar muito neste post para não sair do tema que eu queria expor. Já falei sobre o que me propus e encerro por aqui. Virão mais posts sobre Yoga e com vários temas do assunto. Sempre expondo e focando na prática. <3 

Vocês praticam Yoga? Há algum praticante de Yoga caseiro por aqui? Pronuncie-se e comente como você faz. Abraço grande e de paz. 
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.