24 de fevereiro de 2016

Como parar de enrolar e começar a estudar?


Há um conhecimento no mundo, de forma geral, que me instiga a procurá-lo cada vez mais. Quanto mais absorvo e estudo, mais quero conhecer, aprender, sugar tudo que posso. Pegar tudo como experiência e selecionar os melhores aprendizados para a vida. Depois das festas de fim de ano e muitas festas (especialmente o Carnaval) se aproximando, é complicado pensar em estudar pra valer. 

Entretanto, é possível sim, estudar sem enrolação. Todo mundo já procrastinou ou faz isso regularmente, alguns até diariamente. É um mal do ser humano desde os seus primórdios. Mas não podemos usar isto como desculpa para delegar demais, descansar demais ou se isentar de qualquer responsabilidade. Especialmente em uma sociedade tão inconstante que se moderniza num abrir e fechar de olhos.

Temos que acompanhar o ritmo frenético em que o mundo deste século está inserido e a única maneira de correr atrás da globalização é estudando. Quem não gosta de fazer isto, ou pior, não o faz, acaba ficando nos destroços da avalanche que passou. Temos uma margem de discrepância limitada. Parar de enrolar é requisito básico se queremos avançar em alguma coisa. 

Eu faço assim: me policio e tenho um horário fixo de estudos. Já tentei de outras maneiras. Quando se trata de estudar para o vestibular, por exemplo, já tentei de tudo. A única coisa que funcionou e que funciona é colocar um horário fixo para mostrar ao meu cérebro que eu tenho uma rotina e que a mesma é importante. Só assim ele entende como "momento sério" a hora dos estudos e "momentos de lazer" tudo não relacionado aos estudos e que está fora dos meus horários padrões. 

Passei um tempo na minha vida enrolando demais para começar a estudar. Meu maior problema é justamente começar alguma coisa. Quando começo é difícil parar. Mas para começar... já tem pessoas que é o contrário. Começa centenas de problemáticas e não conclui nenhuma. Deixa tudo o que faz pela metade. Se eu fosse assim eu viveria me frustrando e me culpando e sem querer abrir mão de nada. Me conheço. 

Como meu negócio é começar, sempre estabeleço uma data de início. Friso na minha mente que determinada data é a data especial de começo de alguma coisa. Fica mais fácil, para mim, começar algo assim. Planejando desde muito antes. É quando coloco em prática um planejamento de meses ou anos, como foi o caso deste cantinho aqui, onde planejei por meses a fio e só liberei o projeto no dia 01 de Junho de 2015. E desde então venho escrevendo diariamente por aqui.

Eu sempre estabeleço datas de início para meus estudos. Me ajuda bastante a começar sem enrolação e saber mais ou menos o que tenho em mente para estudar. Me dá tempo para preparar fichas, resumos, materiais no geral de papelaria, livros e todo o respaldo que preciso para não ter um estudo deficiente. Como detesto surpresas, especialmente as ruins, não quero me estressar no dia que preciso estudar. Organizo tudo BEM antes. 

Minhas dicas são: 1) Tenha uma data de início. Separe todos os materiais que você precisa para começar o seu estudo com o pé direito e estar bem acobertado. Use a internet como sua amiga. Se for o caso, reduza o acesso às mídias sociais como Facebook, Twitter, Instagram, etc., e foque nos seus estudos com valor. Tenha propósito.

2) Depois de estabelecer uma data de início e ter todo o material em mãos, cuidado com seu ambiente de estudos e distrações. Também vale para: mídias sociais, televisão, computador para fins não didáticos, mesas para a rua e janelas onde tem grande fluxo de pessoas, calor excessivo que atrapalhe o rendimento, baixa iluminação, cadeira de estudo muito confortável. São coisas básicas que você como estudante deve ficar atento. Preste bem atenção e melhore nestes pontos se for preciso. Seus estudos vão melhorar 80 a 100%. 

3) Depois de melhorar o cantinho de estudos, ter todo o material e data para começar, é hora de trabalhar a motivação. Uma das coisas mais importantes é você se sentir inspirado e motivado a sentar na sua linda cadeira e abrir seu formoso livro naquele assunto muitas vezes não tão interessante para você e sim para sua amiga prova. Ache sua motivação diária. É alguém que você tem que impressionar? É um salário digno de aplausos? É uma visão de vida? Veja em você o brilho que faz você não ir para a cama e sim para a cadeira dos estudos. Motive-se!

Depois de tudo isto, que permeiam basicamente a rotina e vida de qualquer estudante, não tem mais justificativa para você e eu não pararmos e sentarmos as nádegas na cadeira. Comecemos os estudos já! Aprendi a dura lição na prática de que quanto antes, melhor. 

Eu não vou me prolongar fazendo um texto três vezes maior do que este hoje, mas quero deixar bem claro que com estas simples dicas (e que eu uso para a minha vida há anos) você consegue ter resultados e se impressionar consigo mesmo e com seu desempenho, aprendizado e crescimento pessoal. Tenha em mente que o quanto antes você parar de enrolar, as bençãos vão acontecer na sua vida. E sim, você trilhará um caminho de vitória, pense nisso. 

Abraços. 

Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.