9 de fevereiro de 2016

Desapegando de alguns projetos e abraçando outros


Nas últimas semanas vi a importância mais a fundo de priorizar. Analisei, pensei, repensei e vi se tinha cabimento priorizar também nos meus projetos. E assim o fiz. Testei com alguns projetos e finalizei-os, comecei outros e fui ver o resultado final. Esplendoroso. Me senti tão leve por ter priorizado nos meus projetos que tive que fazer este post para vocês. E é sobre isto que quero conversar hoje, quase nesse finalzinho de Janeiro. 

Não podemos colocar na mente uma ideia de projetos infinitos. Nenhum projeto é para sempre, há projetos duradouros e para longo prazo. Somente. Muitas pessoas têm medo de largarem um projeto e não dão a devida atenção a ele, tornando-o sempre inacabado. É o pior dos lamentos. Um projeto quando iniciado, deve ser abraçado com toda determinação e gás que se tem, mesmo que já você já tenha outras prioridades. 

Tornar o seu projeto como prioridade, vai sem sombra de dúvidas, impulsioná-lo a trabalhar nele. Quem sabe, dependendo do projeto, ele não se resolva mais rápido? Tudo é possível ao que crê e ao que trabalha para fazer acontecer. Quando comecei a priorizar, comecei a desapegar de alguns projetos. Estava vendo que estava depositando muita energia num projeto que já estava falido e eu não tinha percebido.

Com o desapego consegui limpar minha mente e trabalhar no que realmente tem sentido para mim. O que vai me dar frutos a curto, médio e longo prazos. Àquilo que vai satisfazer minha vida em todos os seus âmbitos. Foi uma espécie de clareamento mental que tive e comecei a enxergar lados melhores de se trabalhar. 

Finalizei alguns projetos que não estavam me levando a lugar nenhum e criei novos. Não para colocá-los no lugar dos que finalizei, porque não vejo necessidade de ter X números de projetos estipulados, mas sim porque eu vi que os novos projetos iriam me ajudar nas áreas que estavam improdutivas da minha vida.

Contudo, muitos destes novos projetos já estão em andamento e outros em fase de planejamento. Alguns destes novos projetos vocês podem conferir aqui nesta página de projetos do blog. Um dos projetos mais legais que implementei esse ano foi o de #UmSucoPorDia. Este projeto já vinha há tempos na internet e resolvi pegar para mim. Tenho conseguido realizar esta proeza e tem sido maravilhoso. Como AMO sucos, não tem sido nada difícil todo dia fazê-los e tomá-los. 

Há dias que repito o mesmo suco porque gosto da fruta em questão, evito desperdício e não deixo de cumprir o desafio do projeto. Teve dias que eu tomei cinco sucos diferentes no mesmo dia. Isso, claro, não conto para o desafio porque só um é que conta. Mas me senti maravilhoso ingerindo tanto amor em forma vegetal. <3 #VeganPower

Há um novo projeto que tem feito diferença na minha vida e é o #BíbliaEmUmAno em que tenho que ler a Bíblia cristã protestante em um ano e fazê-lo todos os anos. Iniciar e terminar no ano em questão. Um dos projetos que eu mais tenho alegria em fazê-lo. Quero aprender mais e mais da palavra do Senhor sempre. Entre tantos outros maravilhosos projetos. 

É preciso desapegar. Limpar, filtrar, organizar o que restar depois da limpeza. Isso vale assim como para os projetos como para tudo na vida. Abrace os projetos que vão te dar algum futuro, que vão te alegrar a cada momento que você tocar neles para resolvê-lo e adiantá-los. Seja justo consigo mesmo e tenha sempre os pés no chão. Ser realista também é legal na maioria das vezes. 

Vocês acham certo desapegar de alguns projetos falidos para abraçar outros mais promissores? Conversemos sobre o assunto, grande abraço!

Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

4 comentários:

  1. Oi, tudo bem? Olha, eu tentei fazer alguns projetos que não dependiam só de mim e não consegui concluir :( Mais ja estou com novas idéias rs

    http://www.blogmemories.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo perfeitamente! Minha dica para ti é que você não comece nenhuma nova ideia se não for concluir os projetos que estão em aberto. Finalize os projetos para poder começar novos, menos aqueles projetos que você está trabalhando e não ficaram abandonados.

      Abração!

      Excluir
  2. Oi! Tudo bem contigo?

    Cara... que post! Tenho me encontrado em uma situação delicada no que diz respeito a projetos, uma vez que a maioria está nas gavetas justamente pelo receio de não dar certo. O que acaba consumindo muita energia, dor de cabeça e qualquer alegria que tenha, por conta de preocupação exacerbada.

    A respeito da sua pergunta: sim, acho certo desapegar de projetos que não prometem futuro para abraçar outros. Na vida, só não vale estagnar.

    Um beijo,
    Doce Sabor dos Livros - docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo ótimo Jani! E contigo?

      Obrigado! Arranque esse medo da sua frente e siga em frente com coragem master! Elimine, recicle, recrie, renove seus projetos. Destrinche. Mude as perspectivas e expectativas. Veja quais são as finalidades para que eles existem. Repito: destrinche-os. Isso vai te dar energia para concluí-los e terminá-los. Lembre-se: devagarinho você chega lá.

      Boa sorte, volta logo por aqui. Beijos.

      Excluir

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.