7 de março de 2016

Cidades mais poluídas do Brasil


SP, 2008.
Trago hoje um post revoltante e alertador. Um tipo de post para nos conscientizar e nos mobilizar para fazer a mudança acontecer. A mudança no meio climática, no cenário de distribuição de recursos naturais, nas pequenas atitudes em prol da sustentabilidade. Este post é para conscientizar de maneira gritante e mudar nossa realidade caótica. Falemos sobre o assunto.

Trago hoje algumas cidades mais poluentes do nosso país e trago o desejo das prefeituras e governantes fazerem algo a respeito. Conscientizar a população, colocar mais coleta seletivas nas ruas, fazer projetos em prol do meio ambiente e da preservação da natureza e de limpeza das nossas grandes cidades. Cada cidadezinha tem o brasileiro, tem eu e você nela. Preservar todas as cidades é nosso dever. Cuidar do nosso Brasil, especialmente ecologicamente falando. 

São Paulo e Rio de Janeiro encabeçam a lista:

"Um estudo da Organização Mundial da Saúde, realizado em mais de 1100 cidades do mundo, mostrou, por exemplo, que o ar do Rio de Janeiro é mais poluído do que o de São Paulo. A área metropolitana do Rio de Janeiro é a 144ª região mais poluída do mundo. A Grande São Paulo ficou na 268ª posição."


É um caso sério. Eu costumo dizer que costume de casa vai à praça. Quem joga lixo na rua, quem suja e não limpa, quem destrói e não quer ter responsabilidade, faz pior na própria casa. "Estima-se que mais de 2 milhões de pessoas morram todos os anos devido a pequeníssimas partículas, quase imperceptíveis, presentes no ar. Mas, uma vez que se alojam no pulmão, podem causar o desenvolvimento de doenças no coração e no pulmão, entre outras." É complicado. 

Belo Horizonte, Minas Gerais, também entrou no rol da 615° posição do ranking como cidade mais poluente. Reduzir o uso de carros, preservar mais a água, ter saneamento básico e tratamento de esgoto de qualidade, ter menos prédios e gases tóxicos das fábricas e locais de fumaça, ajuda muito a reduzir a poluição do ar e consequentemente na atmosfera. 

Vamos inalando mais e mais e acabamos tendo doenças que nem esperávamos. Muitos estão procurando uma vida mais calma no campo por conta da melhor qualidade do ar e uma melhor qualidade de vida. Longe das grandes agitações das capitais. Sampa e Rio: o que seus governantes estão a fazer que não tomam medidas para mudar esta triste realidade? Cabe a população sofrer mais ainda com esta dura realidade. Nem respirar um ar decentemente podemos. 

Um ar, que vem de forma natural, e a ganância por "desenvolvimento" do homem destrói mais ainda este recurso que é direito de toda forma de vida. Devemos fazer diferente e cobrar posturas mais ambientalistas e diretrizes preservativas de nossos governantes. Especialmente dos órgãos do Governo relacionados a causas ambientais. 

Até amanhã, abraço.

Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.