24 de abril de 2016

Pequenos hábitos: servir as pessoas


Estou começando hoje um pequeno desejo que é fazer alguns posts num pequeno formato para relembrar pequenos hábitos que tenho e que é importante que todos tenhamos. Faça de cada pequena fagulha de inspiração um hábito. A inspiração deste post para dar início é: servir as pessoas.

A importância de servir é indescritível. Eu poderia ficar aqui falando que é uma nobre ação (e de fato o é) e tudo mais. Mas só quero atentar a cada um de vocês que está lendo este post hoje, agora, no horário que for, que procurem ser mais servidores. Se ofereça para ajudar. Sempre que puder ajude sem querer nada em troca. 

Não fique se auto proclamando que serve alguém. As pessoas a quem você de vez em quando faz um favor, serve de alguma maneira, se lembrarão com gratidão quando se lembrarem de você. A recompensa vem do alto quando você é sincero e amoroso. Então essa é minha deixa para abrir estes pequenos posts que periodicamente aparecerão por aqui. De vez em quando. Sem obrigação. Mas grandes lembretes em forma de pequenos posts.

Repare nas pequenas coisas.

Até amanhã, amados e amadas.  
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

2 comentários:

  1. Muito bom. Eu adoro servir e ajudar, mas percebo que as pessoas desconhecidas têm medo. Será que se todo mundo tentasse ajudar e mudasse a sociedade mudaria como um todo? Tomara que sim :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente sim Juli! Se cada um ajudasse o próximo na medida do praticável e sendo sincero, sem dúvidas não veríamos tantas coisas que vemos por aí... todo santo dia. Obrigado por ter dado uma passada por aqui, volta logo. <3

      Excluir

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.