26 de maio de 2016

Coisas que todo blogueiro deveria evitar ✌


Blogs nascem e blogs morrem todos os dias. É um ciclo que nunca termina e sempre está em uma velocidade impossível de calcular. Só que também nunca deixam de existir alguns erros comuns que todo blogueiro, seja ele iniciante ou não, comete muitas vezes até por inocência mesmo, mas que não pega muito bem no "ramo". 

A jornada blogueira ensina, basta o blogueiro querer aprender. É um processo que precisa ser seguido: o de aprender. Em tudo na vida. Dito isto vou listar alguns tópicos em que muitos blogueiros(as) vacilam e que precisam pensar se é válido mudar (até para se ter uma boa vizinhança na internet). 

Vejamos o que não deveríamos fazer:

Plagiar o coleguinha do blog vizinho;

Todo santo dia, por incrível que pareça, encontro dois a três blogs que plagiaram outrem. Pesquiso um assunto e abro cinco links. Três são puro plágio de um único site confiável. Isso TEM QUE ACABAR! Quando fazemos um texto, seja de qual gênero ou tipo for, queremos - como autores e blogueiros - que sejam dados os devidos créditos. 

Já cansei de ser plagiado e lutar para ter meus direitos preservados daqueles que pensam que internet é terra de ninguém. Para você que é blogueiro e tem este tipo de atitude bizarra, por favor, crie seus próprios textos. Sério. Você verá como seu blog será valorizado e apreciado. Se usar qualquer outra fonte, dê referências da autoria. Toda galera que produz conteúdo único e de qualidade, agradecem.

Fazer comentários preconceituosos;

Até certo tempo fiz um comentário sobre determinado livro e senti que saiu meio preconceituoso. Claro que não foi minha intenção e eu voltei atrás do que eu tinha dito. A questão é muitas vezes essa: soltamos o preconceito que nem sabíamos que tínhamos de maneira inconsciente e depois não dá para voltar atrás. Não na maioria dos casos. 

Tente não emitir preconceitos e venha sempre com uma opinião clara, pensada e repensada de exclusivamente tudo o que você postar na web. Tudo o que é feito por aqui é cravado em memórias difíceis de apagar. 

E para aquele pessoal que só tem blog para gerar preconceito intencional é melhor que não tenham, né? Respeite para ser respeitado. É o que digo. 

Não organizar as postagens;

Se tem uma coisa que me incomoda bastante é ler algum texto em um blog qualquer que tem a postagem toda desorganizada. Cara, isso me dá uma agonia que acabo fechando o post sem conseguir ler. As margens desencontradas e imprecisas, fontes das letras cada uma de um tamanho e fonte diferente. 

Sem contar nos erros ortográficos, de concordância e de coesão do texto. É o cúmulo. Blogueiro(a), você assim como eu, deve organizar suas postagens até para deixar o blog um cantinho mais profissional e decente para seu leitor se jogar. Ele deve entrar no seu mundo, ver sua magia através de suas palavras. Como você está expondo seu interior nas suas postagens? Todo cuidado é pouco. 

Não escolher imagens do post com qualidade;

Se tem uma coisa que ganha seus posts é a qualidade das imagens. Essa coisa de colocar várias imagens no post e 1) não citar a fonte original da imagem 2) de vários tamanhos e proporções diferentes, já ficou fora de moda (se é que algum dia estiveram). 

Isso não pega nada bem, juro. Acreditam que quando eu entro em algum blog e vou ler determinada postagem e eu ver a estética/design do post toda troncha, com letras pequenas, com imagens todas diferentes entre si e cores mirabolantes, eu fecho o post independente se o conteúdo da matéria é relevante? Pois é. 

Eu aprendi ao longo dos anos a valorizar blogs que pelo menos aparentemente, são organizados e cuidadosos com o que publicam. Não tem para quê dar likes e visibilidade a quem não tem compromisso com seus leitores. Eu como leitor me posiciono assim. Então blogueiros, alinhem imagens num padrão reconhecível. Vai dar uma estética mais bonita ao post, seja ele de qual assunto for. 

Errar feio no layout;

Já vi todo tipo de layout e formato de blog nesta internet abençoada. Eu poderia até me achar dizendo que procurar, descobrir e estudar novos layouts seja a minha especialidade, pois estou sempre procurando a mudança. Já vi blogs com elementos demais, com informações de menos, com links quebrados, com péssimas formatações, com ótimas faces. Tem de tudo, acreditem em mim. 

Cores, tamanhos, fontes, desenhos, cópias diferentes. Ainda não achei um layout que me agradasse 100% aqui no cantinho. É um cuidado que deve ser olhado com muito cuidado. Bogueiros, tenham cuidado com seus layouts. Se não sabe mexer em nada de programação e códigos, junte dinheiro, se organize e pague algum design. 

Claro que há inúmeras coisas que são péssimas e vemos sempre pela blogosfera. Infelizmente. Só falei algumas coisas que me irritam e fazem tais blogueiros perderem um leitor que quer ler e ver coisas de qualidade, pois não é um indivíduo qualquer. É algo sempre a se combater. 

Aprendi algumas coisas ao longo dos anos como blogueiro e não fazer o que está nesta lista foram algumas delas. Se você é blogueiro e costuma praticar tais coisas, talvez seja a hora de ver novas possibilidades e mudanças de atitudes. Conscientize-se e faça a diferença para o bem. 

Até amanhã, amados. 
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.