6 de maio de 2016

Decida, porém aja

Fonte original aqui
Estava esses dias pensando sobre a importância da decisão. Do poder que temos de decidir alguma coisa. Pensando mais a fundo cheguei em outra linha de pensamento (uma linha que obviamente eu iria topar vez ou outra inevitavelmente). Que é importante decidir, mas talvez mais importante ainda, seja agir baseado em cima desta decisão seja ela qual for. 

Devemos decidir sempre o que achamos ser melhor para nós. Estamos constantemente decidindo qual melhor caminho seguir nas mais diversas áreas de nossas vidas. Seja no âmbito profissional, seja no âmbito pessoal. Qual a melhor Universidade a ingressar? Qual melhor Faculdade fazer? Qual o melhor emprego para meu currículo? Ou simplesmente: Onde vou casar? Devo escolher o melhor apartamento do melhor bairro da cidade e assim por diante. São infinitas as situações em que temos que decidir alguma coisa. 

Acho muito interessante refletir sobre isso porque decisões fazem parte da vida de qualquer indivíduo, humano ou não. Gordo ou magro. Rico ou pobre. De qualquer raça, orientação sexual, religião. Sempre temos que decidir e de preferência, priorizar, o que seja melhor para nossas vidas e as vidas de quem amamos. É compreensível.

Estive esses dias imerso em dilemas pessoais no que diz respeito a decisões. Com a tomada de uma decisão é de se esperar que venha a mudança. Seja ela negativa ou positiva. Isso é bom e é ruim. Me vi imerso em pensamentos perturbadores no sentido de que direção tomar. Não consultei ninguém, não pedi opiniões, nada fiz. Somente refleti comigo mesmo o que eu queria para longo prazo e o que eu faria para atingir estes objetivos. 

Fiz algo diferente do que já estou acostumado. Além de escrever em uma folha de maneira organizada tudo o que eu deveria fazer, eu também escrevi o que eu não deveria fazer. Em outra folha. Algo que nunca parei para reparar: a eliminação do que estava me atrapalhando na jornada. Nunca tirei os empecilhos por isso nunca conseguia fazer nada. A sensação é frustrante, garanto.

Na vida, muita das vezes, é necessário antecipar a ação ao invés de ficar na diplomacia. Decidir é muitíssimo necessário, enquanto agir, mais ainda. Saber reconhecer o que é correto e funciona para você é o que vai determinar seu sucesso. É no seu ritmo que tudo acontece.

Com estas palavras fica a dica: decida, porém aja. É o meu lema.
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.