22 de julho de 2016

Castelo Rá-Tim-Bum ۞


Se tem um desenho (posso chamar assim?) que eu sempre amei assistir, era este: Castelo Rá-Tim-Bum. Acho-o interessante em si, porque não marcou somente a minha vida, assim como também a de milhares de crianças por todo o Brasil na década de 90.

Antes de qualquer coisa quero externar meu amor por este programa. Obrigado, de nada.  

Dizendo isto, vamos falar um pouquinho sobre esse fenômeno de alguns anos atrás e voltemos a nos inspirar, sim? O post de hoje é dedicado a esta história incrível.  Go!

"Castelo Rá-Tim-Bum é uma série de televisão brasileira infanto-juvenil e educativa que foi produzida e exibida pela TV Cultura. Exibido originalmente entre 9 de maio de 1994 e 24 de dezembro de 1997, totalizando 90 episódios e mais 1 especial.

É considerado um dos melhores produtos audiovisuais da história da televisão brasileira. O programa já marcou audiência média de 12 pontos, a maior de qualquer outro programa educativo da TV Cultura, atingindo até médias de 14 pontos em reprises de episódios.
"

Não há dúvidas de que este seriado infantil agradava milhares de crianças por todo o Brasil todos os dias (inclusive eu) de maneira tão eloquente e formadora de opinião. Acho muito interessante porque a Tv Cultura tinha (e ainda tem atualmente) uma forma muito bem construída de passar conteúdos educativos de grande valia para a geração que a assiste.

Sempre tão bem antenados e com assuntos de muita relevância para um público cada vez mais esperto e hiperativo em sua maioria. Linguagem simples e personagens cativantes assistíamos neste seriado. Ah, a inocência de ser criança naquela época... a vida parecia ter todo sentido do mundo e não haviam tantos problemas. Ser gente grande era um futuro irreal e distante. 

O seriado fazia com que amássemos e adquiríssemos o gosto pelos livros e leitura no geral, garantia que acreditássemos na magia das coisas, nos trouxe melodias que até nunca saíram de nossas mentes e corações. Meu peito vibra só de lembrar algumas letras e me vêm a mente memórias visuais inesquecíveis. Relíquias que marcam.

O programa era destinado a crianças de 3 a 8 anos. Se eu não me engano até hoje o programa é exibido na TV Cultura de segunda a sábado em horários flexíveis. Cada episódio tinha em média 30 minutinhos de duração que pareciam 10 de tão interessantes que eram (e continuam sendo - certamente - na visão de uma criança).

Eu poderia ficar aqui falando, me inspirando e inspirando vocês, mas vou colocar algumas imagens logo abaixo para morrer de amor. É como diz o ditado: "Uma imagem fala mais do que mil palavras". Mais do que ver estas fotos, eu recomendo que - caso você nunca tenha assistido - você assista alguns episódios facilmente hoje encontrados de graça na internet e se emocione. 

Vamos as fotos: 



























Abraços, até amanhã.

Ps: quem souber das origens das imagens, por gentileza, me comuniquem para que eu dê os devidos créditos. Não consegui encontrar nenhuma autoria original.
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.