11 de dezembro de 2016

O disco vinil e a inspiração que ficou no presente

Como o dia hoje está para inspirações, além do mar (post anterior aqui), o não mais usado pela massa disco vinil me inspira bastante. Ainda penso em colecionar os que acho mais importantes futuramente (se isso for possível, tendo em vista o rápido avanço tecnológico dos nossos dias) e viver me inspirando. Quem sabe até um toca discos ou vitrola para reproduzi-los. Deve ser caríssimo!

Inspirem-se: 
















Lembro-me quando eu fazia trabalhos escolares com disco vinil e os coloria. Dependia muito da criatividade de cada aluno, mas tinha de retalhos de pano até glitter e tintas à base d'água. Momentos eternizados na memória. Esplendoroso, não é? Fica então mais uma inspiração hoje para vocês. Que seu dia seja recheado de surpresas boas. Beijos de paz.

Ps: imagens do tumblr, não achei autoria. Se vocês souberem, por gentileza, me informe nos comentários. Namastê!
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.