9 de setembro de 2015

Honrar e abraçar as conquistas



Quantas vezes não esquecemos de honrar e abraçar aquilo que conquistamos? Deveras coisas. Na correria do dia a dia muitas vezes não lembramos de dizer um "muito obrigado" a Deus, nem a si mesmo pois o foco está tão certo em produzir que não sobra "tempo" para aproveitar e curtir o que foi conquistado. O post de hoje é um alerta e uma motivação inclusive para mim, onde devemos procurar, honrar e abraçar nossas conquistas também. Não só as lutas. 

É uma delícia quando conseguimos realizar aquilo que queremos, não é? Quando conseguimos materializar nossas vontades e nossos anseios com muito esforço e dedicação. Qual foi a última vez que reconhecemos nossas conquistas? Se faz um pouquinho de tempo então há algo estranho por aí. 

À toda luta e esforço, temos que aprender a reconhecer e amar, nossas conquistas. Os frutos bons do nosso suor. Saber agradecer, saber relevar, saber honrar, saber perdoar, tudo isto te prepara para gozar com felicidade do que adquiristes. Faça por onde honrar e abraçar tua conquista! Realize, apronte, faça, modele, firme sua marca! Lute, que a vitória chegará.

As conquistas podem vir rapidamente ou depois de muitos e muitos anos. Acredito eu, que quanto mais demorada a conquista, mais prazerosa é esta conquista. Quanto mais você espera algo e batalha mais e mais por isto, você cria uma expectativa que futuramente na maioria dos casos é retribuída. Quando determinada coisa acontece aí sim que devemos prestar atenção e saber agradecer. Mas não só agradecer, honrar e abraçar por uns dias. É honrar, agradecer e abraçar pelo resto de nossas vidas.

Só tenho a te dizer neste post de hoje isto: conquiste o mundo que você quer para você! Fazendo isto, aprenda a honrar e abraçar as conquistas, até porque não há nada melhor do que gozar e usufruir daquilo que você tanto esperou, tanto batalhou. Você mais do que merece! Honremos e abracemos nossas conquistas, este é o post simplório, porém feliz de hoje. Um dia de muitas conquistas, abraços meus amados.
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

2 comentários:

  1. Amei teu post. Concordo totalmente. Não achei teu texto simplório, não. Ao contrário, é essencial esta reflexão. BJ. Sucesso !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudia minha querida! Muitíssimo obrigado pelas palavras! <3

      Volte sempre, sempre é válida esta reflexão, grande beijo!

      Excluir

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.