18 de setembro de 2015

O humor bem construido e sua diferença gritante | Mom - 1° temporada


Meus lindos leitores do coração! Quero conversar com vocês sobre a primeira temporada de um seriado maravilhoso e que é um dos melhores do gênero de comédia na minha humilde opinião. Quando me deparei com este seriado me viciei de maneira sem igual e praticamente fiquei morrendo a espera do novo episódio toda semana. Um sofrimento. Esta primeira temporada é uma temporada relativamente grande com o total de 22 episódios. Vamos conversar mais sobre esta serie? <3

Mom é uma série de televisão criada por Chuck Lorre, Eddie Gorodetsky e Gemma Baker. A série é da emissora CBS e cada episódio tem aproximadamente 22 minutos. Faz o gênero como dito logo acima de comédia e cumpre muito bem este papel. Sabe aquele tipo de humor bem construído e com toques de realidade? Sem ser aquela fantasia forçada para que o telespectador ria. Sabemos, como na série, a hora de parar. Estreou no Brasil no dia 08 de Agosto de 2013.

De acordo com a sinopse: 


"Na história, Christy (Anna Faris) é uma garçonete com dois filhos adolescentes, Roscoe (Blake Garrett Rosenthal) e Violet (Sadie Calvano). Sóbria há quatro meses, ela enfrenta seu maior desafio: a presença de sua mãe Bonnie (Allison Janney, de The West Wing), uma ex-alcoólatra com quem Christy luta para manter uma boa relação.


Tentando reconstruir sua vida, Christy se envolve em um relacionamento com Gabriel (Nathan Corddry, de Harry’s Law, Studio 60 On The Sunset Strip), apesar dele ser seu chefe e ser casado."



Quem quiser achar o seriado na internet para assistir online vá em frente. Há vários sites disponíveis até para download. Está no elenco nomes como Anna Faris como Christy Plunkett, Allison Janney como Bonnie, Matt L. Jones como Baxter, French Stewart como Chefe Rudy. 

Ao longo desta temporada personagens novos vão aparecendo e tapando os buracos das histórias dos personagens e vamos entendendo o porquê e o histórico das personagens serem do jeito que são e fazerem o que fazem. Mom teve críticas positivas e belas votações nos sites pelo mundo afora, inclusive no Metacritic, website americano de críticas a vários segmentos. 

As caretas da Chrristy são as melhores. As loucuras e tramoias da Bonnie são fora do comum. Sabe quando você ri descontroladamente ou quando ri escondido, entupido e é pior ainda porque não consegue se controlar? Sai risadas até pelo nariz? HAHAHAHAHA Pois é. Bem assim a cada episódio assistido. Recomendo demais. Um primo meu também assiste e acha espetacular. Digno. rs

Minha recomendação é: assistam ainda hoje! Já estou pensando em rever. Não posso revelar muitos detalhes pois os capítulos são um pouco independentes com alguns pontos chaves para formar a temporada. Então só assistindo todos para não perder nada. Assistam e me digam aqui nos comentários o que vocês acharam! Vou adoraaaaar conversar com vocês sobre o assunto. Nem tenho muito o que falar sem revelar algo. 

E para você que assim como eu, já assistiu, vem cá conversar comigo e falar bem muito spoiler (que nos comentários são super liberados). Você gostou? Pois eu amo este seriado! E podem esperar resenha das próximas temporadas. Estou esperando ansiosamente a terceira. <3
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

2 comentários:

  1. Eu não gosto muito de assistir séries, pois não tenho paciência para esperar pelas temporadas... haha
    Eu sempre vejo passando na TV a propaganda da série, deve ser legal e divertida para quem curte..
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHA tudo bem!

      É muito boa! Faça uma forcinha para assistir e me diga o que achou. Grande beijo. <3

      Excluir

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.