23 de setembro de 2015

Observar é importante


Não é do hábito da maioria das pessoas o ato de observar. Afirmo isto porque vejo certas pessoas entram em cada aventura louca de forma consciente que é complicado entender a cabeça de tal ser humano tem horas. O ato de observar é de suma importância para você distinguir o que está a acontecer à sua volta ou muitas vezes até prever uma ação que você deseja evitar. Acontece.

Eu sempre fui muito observador. Sempre. Geralmente não gosto de observar somente com os olhos. Entenda. Podemos também observar com os ouvidos, estes ajudam demais quando você quer prestar atenção em algo. Sempre usei muito meus sentidos para reconhecer ou filtrar o que está ao meu redor. Observo qualquer coisa que se mexe, a não ser quando estou muito ocupado com algo. Quase sempre ando ligado em tudo ao mesmo tempo. Foi um hábito que desenvolvi e hoje em dia me atrapalha um pouco na questão de me concentrar de tão ligado em tudo à minha volta que estou.

Se você não tem o hábito de observar, comece a praticar. Tenha cuidado para não ficar observando e parece um matador maluco fitando os olhos em alguém. Ninguém gosta que alguém fique encarando. Seja discreto. Observe com classe. Não vigie, nem entre no espaço de ninguém, somente do seu cantinho, observe as pessoas, quem está perto de você e as atitudes delas para fazer uma análise pessoal e aprender alguma coisa. 

No post de ontem falei sobre a importância de saber ouvir. Alie isto com a observância. Observe ouvindo. O corpo fala muito e não só é pela boca. Atenha-se aos detalhes, eles sim fazem toda a diferença e muitas vezes formam a nossa opinião ou nosso "diagnóstico" mais preciso. Não julgue ninguém, faça sua parte e respeite o próximo. 

Podemos observar em qualquer lugar ou situação que quisermos. Basta olharmos de modo especial, seja apenas uma olhadinha ou uma observação mais demorada, para procurarmos entender o mundo em que as pessoas estão emergidas. Lugares mais calmos, lugares mais agitados, todos têm uma parcela de efeito diferente com pessoas na maioria das vezes diferentes também. Saber observar silenciosamente te colocará à frente de muitas situações que poderiam ser de desconforto. 

Observe, absorva, filtre e aprenda! Que possamos observar mais e mais a cada dia e tratar com nossos demônios pessoais de forma equilibrada e ponderando sempre na tomada das decisões. Observar também é decidir com equidade e sabedoria. Observar é se preparar. É organizar estratégias. Um dia de paz e muito iluminado. Obrigado pela presença. 
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.