18 de outubro de 2015

Responsabilidade consigo mesmo


Vivemos uma era de imediatismo, ou seja, tudo tem que ser dado na hora, cobrado na hora, feito na hora, fincado na hora. A paciência tornou-se exercício de poucos e o mundo - juntamente com o relógio - parecem girar mais rápido que o esperado. Nesta correria muitas vezes perdemos, por assim dizer, nossa responsabilidade com nós mesmos e é sobre isso que quero conversar com vocês hoje. Vamos lá?

Ter responsabilidade consigo mesmo, ao meu ver, é antes de tudo, se cuidar. Como assim? Começando pela alimentação. Nossa alimentação interfere diretamente na nossa qualidade de vida, produtividade e organização, o que a grosso modo, são temas que estão conectados entre si. Cuidando primeiramente da nossa saúde, do nosso bem-estar, fazendo de forma correta o que o corpo necessita para funcionar perfeitamente, já estaremos tendo mais responsabilidade com nós mesmos. 

Vejo as pessoas se entupindo de bebidas alcoólicas, drogas e outras coisas surreias pelas festas e comemorações que vou e vejo o qual fundo do poço esta geração gosta de permanecer. Não vou entrar em questões sociais pois quero acabar este post hoje (risos), o que quero frisar aqui é: este é um péssimo comportamento. Quem o faz, está sendo tudo, menos responsável. Não façam isso, se forem beber, que seja razoavelmente, se forem além, já nem recomendo nada, somente que não usem.

Quando você toma alguma coisa com teor alcoólico elevado, ou ingere qualquer substância que vá te tirar do teu estado mental normal, fique de olho e tenha cuidado. Ninguém sabe quem é quem nos dias de hoje. Eu costumo dizer que não confio nem na minha roupa, que pode rasgar-se e me deixar nu no meio da rua. HAHAHAHAHA. Não duvido nada. Enfim. Medo.

Tenha responsabilidade com você no campo dos estudos. Não é de hoje que devemos estudar "loucamente" para se poder ter algo a mais na vida. Quem não nasceu rico, a maioria, precisa estudar e trabalhar para sobreviver. Tantas vezes ao mesmo tempo, o que faz o estudo não ser rendido como deveria. Infelizmente a realidade é esta. Dedique-se aos seus estudos - e vou escrever algo bem clichê - pois eles te clocarão em patamares mais elevados. É a verdade. Com o estudo, com o conhecimento, você irá bem mais longe. 

É certo que o dinheiro move nossa sociedade, não tem escapatória, então tenha responsabilidade consigo mesmo e com o trabalho. Seu emprego não vai ser feito sozinho e caso você pise na bola, terá uma fila para tomar seu lugar e te substituir. Não dê a oportunidade ou se dê ao luxo de perder suas oportunidades por desleixo, preguiça, ou qualquer outro problema que venha surgir. Supere e siga em frente!

Não sei vocês, mas me incomodo e muito, com pessoas que não possuem responsabilidade com si próprias e vivem - desculpem a expressão - coçando os ovos sem fazer nada em casa. Não posso evitar, mesmo que não seja da minha conta. Não falo nada, mas fico incomodadíssimo. Chega todas as oportunidades, não agarra nenhuma. ¬¬ É complicado. Conheço várias pessoas assim e confesso que mantenho distância para não me irritar. 

É ótimo quando temos responsabilidade com nossos projetos. Na minha vida pessoal (por exemplo), tenho quereres e projetos que muitos nem sonham que existam, mas dou atenção a eles porque irão me recompensar de alguma maneira e porque interferem diretamente na minha qualidade de vida. Tenho responsabilidade para com eles (os projetos) e os mesmos andam, estão sendo desenvolvidos, e estão no ponto que quero. É maravilhoso.

Tenha responsabilidade consigo mesmo e chegue aonde poucos chegaram. Faça aquilo que a maioria ignora e brilhe intensamente. Não estou falando uma motivação barata não, é uma ordenança de "faça você mesmo e faça bem feito!". Tenha responsabilidade consigo mesmo e veja sua vida mudar da água para o vinho. Eu acredito em você. 

Um domingo abençoado. 
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.