26 de maio de 2016

Como anda atualmente minha relação com os estudos? 〠



Vez ou outra costumo conversar com vocês sobre minha atual situação em relação aos estudos. Tema do qual amo decorrer. Coloquei como meta - em pauta de lista, confira aqui - estudar como nunca estudei neste ano de 2016. Temo dizer que estou cumprindo essa meta pela metade. Ainda não estou no ritmo que gostaria ou pretendi. A sinceridade é tudo neste momento e não tenho vergonha de dizer que meus objetivos não estão sendo aplicados ao pé da letra - ainda. 

Estou seguindo por um caminho meio que sem volta, o caminho do conhecimento adquirido, puxado, buscado, "roubado" com uma fome interminável. Temo dizer que não vivo mais sem lutar para absorver, lutar para conquistar, lutar para sugar tudo o que acontece, e que eu consigo observar, ao meu redor. Todos os dias quando saio de casa vejo um paraíso de possibilidades e a mágica da vida acontecendo. 

Tudo isto graças ao despertar do conhecimento no meu viver. É legal reparar, pois até o momento, só vi impactos positivos em mim. Percebi que ao estudar mais, meu cérebro traz consigo um poder antes nunca usado. Tal poder sempre atrelado ao esquecimento real, algo que tomei certo controle pessoal significativo. Estou melhorando para estudar como eu deveria. Com o horário que eu criei e já conferi mil e uma vezes. 

Já dei o primeiro - e creio eu - o mais importante passo até agora, que foi começar. Dar início. Agir. Agora creio que a chave é persistir. Continuar. Prosseguir. Muitas coisas acabam assim que começam porque as pessoas desistem e não persistem no seu ideal. É tão mais fácil ignorar responsabilidade ao invés de segui-las ao pé da regra, não é? Entendo bem a sensação. De qualquer maneira não podemos ficar. 

Percebi há um tempo que se eu quisesse mudar minha vida e viver os meus sonhos eu deveria aproveitar as oportunidades, agir. E vi que o estudo seria o caminho mais gratificante de se conseguir isso. De se conseguir esta realização pessoal e profissional. Meus estudos atualmente estão de vento em polpa. Criei uma responsabilidade comigo mesmo e uma cobrança natural, mas não tanto respeitosa comigo mesmo, que tem me feito prosseguir. Vencer. Superar. Aprender. 

Com organização nos estudos tenho lido mais, visto mais mídias e estudado mais. Acho incrível. Percebi que cada segundinho do meu dia é importante e quando eu estiver afim, vou sugá-los para aprender algo novo. Todos os dias. Tenho ganhado muito tempo nas entrelinhas do meu horário. Tenho lido livros inteiros nas horas gastas no ônibus. Há como ter equilíbrio. 

Vale ressaltar que tenho usado a tecnologia para me auxiliar e ao mesmo tempo me desconectando da mesma no quesito acumulo digital. Sempre caminho no caminho oposto ao do consumismo e do legal fomentado pelas indústrias e pelo sistema capitalista. Por isso, relacionado aos estudos, tenho usado alguns aplicativos que estão salvando minha pele e me dando um tempo enorme de organização e produtividade. Caso queiram saber que aplicativos são esses comentem neste post. <3

O estudo deve ser contínuo. Progressivo. Seja sobre qualquer assunto, em qualquer área. Nunca devemos parar de revisar ou se atualizar. NUNCA. Por isso deixo minhas palavras no post de hoje com muita felicidade de estar alcançando meus objetivos. Não está como deveria, MAS, estou alcançando o andar da carruagem. Em alguns meses pego o ritmo e faço milagres acontecerem na minha rotina. 

Faço questão de ver você me acompanhando por aqui. Sente e prepare-se. Até amanhã, abraços. 
Ewerton Lenildo
Ewerton Lenildo

Garanto tudo, menos dignidade. Sou o furacão dos dias mansos e a brisa das trovoadas. Gosto dos detalhes e dos temperos fortes. Tudo o que eu faço na minha vida, faço com supremacia. Onde escrevo: o Viajante das Letras e o Vegano Recifense. 🌲 🌳 🌴

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laços atemporais

Não tenho para onde fugir. Desde sempre quando falo de livro, em livro, com livro, meu coração transborda de amor e vício louco. Quando passo numa banca de DVDs não consigo deixá-la de lado. Tenho que ir, ver, comentar, compartilhar, abraçar. Esta categoria representa tudo o que implica a minha mais alta motivação. Sou bibliófilo, cinéfilo de carteirinha. Passo horas em pé na livraria e perco a noção do tempo. Falar de coisas boa me dá combustível para viver e esta categoria está recheada de presentes bons. Saiba mais aqui.

Festim enigmático

Sempre estou em festa quando falo sobre tecnologia, relacionamentos, inspirações, etc. É isto o que esta categoria representa. Queria um nome que representasse festa, ao mesmo tempo que me inspirasse e a palavra "enigmático" cai como uma luva. Trata de uma euforia que não consigo ignorar. Saiba mais aqui.

Atauúba atiaîa

Eu estava procurando uma maneira de homenagear os povos indígenas de alguma forma no meu blog. Pouquíssimas pessoas sabem, mas recentemente descobri que tenho descendência indígena de bem próxima o que me deixou mais apaixonado e agradecido ainda. Procurei algo mais geral, pois é sabido que há inúmeras tribos espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. Procurei algo em tupi guarani (língua em que o nome da categoria está escrita) e achei a combinação de duas palavras. Atauúba (flecha incendiária) Atiaîa (raio de luz que reflete luminosidade). O termo Atauúba atiaîa significa a modo grosso "flecha incendiária de luz" e é tudo o que esta categoria representa para mim quando falo de organização, estudos, etc. É uma maneira mínima de honrar nossos irmãos indígenas ainda hoje tão maltratados, perseguidos e injustiçados. Saiba mais aqui.